Buscar

09/09/2020

📦Mercado Livre


A ideia do Mercado Livre (MercadoLibre) foi concebida quando Marcos Galperin, fundador e CEO da companhia, cursava MBA na Universidade de Stanford (EUA). A fundação da companhia foi em 1999, já na Argentina.


Desde seu início, a companhia atraiu a atenção de diversos investidores, tais como HM Capital Partners, JPMorgan, Flatiron Partners, Goldman Sachs, etc., sendo também destacada pala Endeavor. Além disso, em 2001, o eBay adquiriu 19,5% da companhia, posição mantida até 2016.


Em 2007 o Mercado Livre teve seu IPO, tornando-se a primeira companhia de tecnologia latino-americana a ser listada na NASDAQ, sob o ticker “MELI”.


O modelo operacional da companhia é diversificado porém interconectado, dividindo-se em 5 unidades: 1. Marketplace (comercialização de produtos por usuários); 2. Mercado Pago (plataforma de pagamento para compras online); 3. Mercado Publicado (advertising); 4. Mercado Shops (ferramenta de suporte à plataforma); e 5. Mercado Crédito (linha de crédito).


Apesar de o lucro ainda não ser uma constância da companhia, suas elevadas taxas de crescimento chamam a atenção dos investidores. Isso ficou claro neste ano de 2020, quando os papéis da empresa entraram em rali de março até, aparentemente, o final de agosto, mais que dobrando o valor de mercado da empresa no período.


Neste cenário de altas expectativas, o resultado é que, em agosto de 2020, o Mercado Livre tornou-se a empresa mais valiosa da América Latina, ultrapassando Vale e Petrobras.


E você? O que acha deste modelo de negócios?



1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo