Buscar

30/09/2020

🧰 WEG


Em 1961, em Jaraguá do Sul (SC), surgiu a Eletromotores Jarguá. Anos depois, aquela empresa alteraria seu nome para WEG S.A., sigla composta pelas iniciais de seus fundadores: Werner, Eggon e Geraldo.


Os anos 70 foram de importante crescimento. A WEG iniciou suas exportações para a América Latina em 1970 e abriu seu capital na Bovespa em 1975. Em 1975, a empresa já alcançava a marca de 1 milhão de motores fabricados.


Nos anos 90, a WEG se internacionalizou. Em 1991, a empresa criou filial nos EUA, sob o nome de WEG Eletric Corp. Após esse passo, abriu subsidiária na Europa (WEG Benelux), Japão, Alemanha e Austrália.


A estratégia de crescimento por aquisições se intensificou no século XXI. Em sucinto resumo, a WEG adquiriu empresas mexicanas, brasileiras, sul-africanas, argentinas, austríacas, americanas, alemãs e chinesas. As aquisições visaram a aumentar a atuação, em especial, no setor de energia eólica, eletrodomésticos, automação e vernizes industriais.


Como resultado, a WEG tem hoje grande expressão geográfica. Há 14 parques fabris no Brasil, bem como unidades em mais de outros 20 países.


A soma do crescimento orgânico, apoiado pelos constantes e crescentes lucros, e do crescimento inorgânico, pela diversas aquisições, fazem da catarinense WEG uma das maiores fabricantes de máquinas e produtos elétricos no mundo.


E você? O que acha deste modelo de negócios?


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo